Anonymous divulga dados de Bolsonaro, filhos, Weintraub e Damares

Grupo de hackers também expos informações confidenciais do dono da Havan e do deputado Douglas Garcia, alvos do inquérito das fake news

O braço brasileiro do grupo internacional de hackers ativistas Anonymous divulgou na noite desta segunda-feira (1) dados pessoais e informações confidenciais do presidente Jair Bolsonaro e de seus filhos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Os hackers também publicaram no Twitter informações do ministro da Educação, Abraham Weintraub, e da ministra da Família, Damares Alves. Alvos do inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal, o empresário Luciano Hang, dono da Havan, e o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) também tiveram os dados expostos.

Para cada pessoa, foi publicado um link que leva para uma página com grande quantidade de informação, além de acusações bastante diretas (veja abaixo). Entre os dados estão números de documentos, como CPF e RG, telefones, endereços, contas de email, propriedades, empresas, atividades de trabalho, histórico partidário, além de informações de parentes.

Atualização às 10h43 do dia 02/06/2020: Após a divulgação dos dados, o Twitter derrubou as publicações. O Anonymous indicou para os internautas baixarem os arquivos antes da exclusão

https://twitter.com/AnonymouBrasil/status/1267626270822666242
https://twitter.com/AnonymouBrasil/status/1267624975235723265
https://twitter.com/AnonymouBrasil/status/1267623672606527490
https://twitter.com/AnonymouBrasil/status/1267627470779551750
https://twitter.com/AnonymouBrasil/status/1267622180717649920
https://twitter.com/AnonymouBrasil/status/1267619573303517185
https://twitter.com/AnonymouBrasil/status/1267617052187078658
https://twitter.com/AnonymouBrasil/status/1267614497973420035
Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR