No Met Gala, AOC manda o recado: “Taxar os ricos”

A deputada da ala socialista do Partido Democrata compareceu ao evento anual que reúne os milionários dos EUA e que tem por objetivo levantar fundos para o Metropolitan Museum Of Art de Nova York

A deputada Ocasio-Cortez (AOC), da ala socialista do Partido Democrata, compareceu na noite desta segunda-feira (13) no Met Gala, evento anual e considerado um dos mais importantes da moda e que serve para levantar fundos para o Metropolitan Museu of Art da cidade de Nova York.

Até aí tudo bem, AOC poderia ser mais uma pessoa com um vestido feito exclusivamente por algum estilistas… bom, ela usou um vestido exclusivo de uma estilista, mas causou reações que oscilaram entre amor e ódio.

Nas costas de seu vestido vinha os dizeres: “Tax the rich”, em português: “Taxar os ricos”. Ao New York Post, a deputada revelou que o modelo foi desenvolvido pela estilista Aurora James que, segundo AOC, “é uma estilista negra, imigrante e com foco em produções sustentáveis”.

Segundo o jornal USA Today, as reações se dividiram entre “genial” e “hipócrita”.

Os convites para o Met Gala deste ano custaram US$ 33 mil. Questionada sobre, AOC afirmou que foi ao evento para “abrir portas para outras discussões”.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR