Entrevista exclusiva com Lula
03 de novembro de 2019, 16h51

Após censura a conteúdos, prova do Enem do Governo Bolsonaro é motivo de expectativa

Durante campanha à Presidência da República em 2018, ele criticou as questões com dialeto usado por gays e travestis, e com temas voltados para o feminismo, debates raciais, diversidade e gênero

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A expectativa para a primeira prova do Enem sob a gestão de Bolsonaro, realizada neste domingo (3), era grande. Os estudantes foram avisados que “questões ideológicas e muito polêmicas, como no passado, não vão acontecer”. Mesmo dizendo que não “revisou” a prova, o presidente priorizou um exame técnico e com conteúdo.

Durante sua campanha à Presidência da República em 2018, Jair Bolsonaro criticou as questões com dialeto usado por gays e travestis, e com temas voltados para o feminismo, debates raciais, diversidade e gênero. Para ele, o exame não pode ser “inadequado”. Inclusive, nesta edição de 2019, o Inep – Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira cortou algumas questões por considera-las “ofensivas”.

Sobre o tema da redação deste ano, a “democratização do acesso ao cinema no Brasil”, a União Nacional dos Estudantes (UNE) chegou a dizer que a escolha é uma “ironia”. “Persegue e censura produções nacionais, desestrutura a ANCINE. Certamente Bolsonaro zeraria”, frisou a entidade em suas redes sociais.

Agora, resta a prova ser divulgada para a população brasileira analisar o quanto o presidente e o seu ministro da Educação, Abraham Weintraub, conseguiram alterar o exame que deveria avaliar tanto a parte técnica quanto o senso crítico dos candidatos.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum