Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de janeiro de 2020, 12h00

Após duas semanas negando participação, Irã confirma que seus mísseis provocaram explosão de avião ucraniano

Relatório entregue pela Organização da Aviação Civil do Irã revela que dois mísseis Tor-M1 foram disparados contra o avião ucraniano, que explodiu matando as 176 pessoas que estava a bordo

Destroços do avião ucraniano atingido por mísseis no Irã (Foto: Hossein Mersadi/Fars News Agency)

Duas semanas depois da tragédia aérea que deixou 176 mortos, o Irã confirmou que dois dos mísseis que disparou contra alvos estadunidenses no Iraque atingiram  equivocadamente o avião Boeing da empresa Ukraine International Airlines, no dia 8 de janeiro. O erro de pontaria provocou a morte de todos que estavam a bordo.

A informação, que o país se resistiu a confirmar durante dias, veio à tona no relatório entregue pela Organização da Aviação Civil do Irã, nesta segunda-feira (20), e afirma que os dois mísseis Tor-M1 foram disparados contra o avião, confirmando a veracidade das imagens de uma câmera de segurança que mostram a explosão da aeronave.

Ainda assim, o órgão que administra a aviação no Irã assegura que não houve intenção de disparar contra o avião, e que a tragédia foi ocasionada por “falha humana”.

Autoridades iranianas também pediram ajuda aos Estados Unidos e à França para poder acessar o conteúdo das caixas pretas do avião. Os dois países ainda não responderam, já que o Irã solicita o fornecimento de tecnologia necessária para realizar a leitura, algo que ambos se resistem a fazer.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum