O que o brasileiro pensa?
17 de junho de 2020, 00h07

Após operação contra aliados, Bolsonaro retoma ameaças e diz que não pode “assistir calado”

Em publicação nas redes sociais, presidente fala em “direitos violados” e “ideias perseguidas”

Jair Bolsonaro (Foto: Isac Nóbrega/PR)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta terça-feira (16), em redes sociais, que não pode “assistir calado enquanto direitos são violados e ideias são perseguidas”. Ele afirmou ter presenciado abusos nas últimas semanas.

Segundo o presidente, o histórico do governo prova que sempre esteve “ao lado da democracia e da Constituição brasileira”. De acordo com ele, até o momento nenhuma medida demostra qualquer apreço a autoritarismo.

Nesta terça, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, a pedido da PGR Procuradoria-Geral da República, autorizou a Polícia Federal a realizar operação contra aliados do presidente. Moraes é o relator do inquérito das fake news, que também investiga ataques ao STF e a organização de atos antidemocráticos.

Leia também: Moraes determina quebra de sigilo de 10 deputados e 1 senador bolsonaristas investigados

“Do mesmo modo, os abusos presenciados por todos nas últimas semanas foram recebidos pelo governo com a mesma cautela de sempre, cobrando, com o simples poder da palavra, o respeito e a harmonia entre os Poderes. Essa tem sido nossa postura, mesmo diante de ataques concretos”, escreveu o presidente.

“Luto para fazer a minha parte, mas não posso assistir calado enquanto direitos são violados e ideias são perseguidas. Por isso, tomarei todas as medidas legais possíveis para proteger a Constituição e a liberdade dos brasileiros”, concluiu.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum