Após xingar Kakay na TV Cultura, Diogo Mainardi pede demissão do Manhattan Connection

Com a repercussão negativa da grosseria do jornalista com o advogado, a permanência de Mainardi ficou insustentável no programa

O jornalista Diogo Mainardi anunciou que pediu demissão do programa Manhattan Connection, na TV Cultura. Em nota publicada nesta terça-feira (4) no site O Antagonista, Mainardi disse que desde a exibição do último programa, quando xingou o advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, a emissora estava pressionando os produtores da atração, por isso resolveu pedir demissão.

“Desde a quarta-feira da semana passada, quando xingou lulista Kakay, a TV Cultura estava pressionando os produtores do Manhattan Connection, a fim de que tomassem alguma medida contra mim. Para preservar o programa, resolvi pedir demissão, que foi aceita de bom grado pela diretoria da emissora”, disse.

Na última edição do Manhattan Connection, Mainardi foi extremamente grosseiro com Kakay que havia sido convidado a participar do programa. No final da entrevista, o jornalista disse para o advogado: “Como diria Olavo de Carvalho, vai tomar no cu”.

O tratamento dispensado a Kakay gerou diversas críticas. “Acho que além de deselegante e grosseiro, o Mainardi mostrou-se incapaz de figurar nos quadros da emissora, por não saber, principalmente, conviver com posicionamentos diferentes do seu. O repúdio é à grossura e à visão pouco democrática do Diogo”, afirmou Ricardo Ramos Filho, membro do Conselho da TV Cultura e presidente da UBE (União Brasileira de Escritores).

Apesar do pedido de demissão, Mainardi seguiu com a grosseria em sua nota. “Fiz grandes amigos nesses 17 anos. Obrigado, Lucas, Caio, Pedro e Angélica. E vai tomar no c…, Kakay”, finalizou.

Repercussão negativa

Após o ocorrido, o deputado estadual Emidio de Souza (PT-SP) enviou um requerimento de informações à Fundação Padre Anchieta, mantenedora da TV Cultura, em que oficia a entidade a se pronunciar sobre quais providências iria tomar com relação à conduta do jornalista Diogo Mainardi.

Em nota o Grupo Prerrogativas, que reúne juristas, inclusive o Kakay, classificou a postura de Mainardi como “absolutamente incompatível com o mínimo de civilidade e decência que deve orientar o debate nos veículos de comunicação”. “Afrontas tresloucadas e acanalhadas como essa revelam-se inteiramente estranhas ao ambiente jornalístico profissional, assim como ao padrão de uma emissora educativa e informativa de índole pública”, diz o texto. “A interação de Mainardi com o entrevistado foi exclusivamente pautada pelo discurso de ódio e pela desqualificação pessoal, desprovidos da mais tênue reflexão.”

“Grossura Connection”

A escritora e consultora de moda e estilo Glória Kalil também fez duras críticas em sua conta do Instagram ao Manhattan Connection e classificou a postura de Mainardi como inadmissível e disse que o jornalista partiu para xingamentos porque não tinha argumentos. “Quem não tem argumento não pode discutir. Foi um vexame esse programa, uma Grossura Connection.”

Notícias relacionadas

Avatar de Dri Delorenzo

Dri Delorenzo

Jornalista, especializada em Meio Ambiente e Sociedade (FESPSP) e mestre em Comunicação Digital pela UFABC. É editora executiva da Revista Fórum.