Fórum Educação
09 de abril de 2020, 10h06

Apresentador que defende campo de concentração para Covid-19 foi demitido por racismo da Record

Marcão do Povo chegou a ser denunciado pelo Ministério Público por injúria racial, mas foi contratado em seguida pelo SBT de Sílvio Santos

Reprodução

Marcão do Povo, que sugeriu campos de concentração ao vivo para pessoas que estivessem com a Covid-19, foi denunciado pelo MP, em 2019, por injúria racial contra a cantora Ludmilla.

Na ocasião, Marcão se referiu à cantora como “pobre e macaca” enquanto comentava uma fofoca sobre ela. Marcão do Povo, em depoimento, admitiu o uso das expressões, mas disse não ter a “intenção” de ofender.

A Record demitiu o apresentador por causa do comentário, mas o SBT de Sílvio Santos o contratou logo em seguida para encabeçar o telejornal Primeiro Impacto, onde sugeriu que pacientes infectados com o novo coronavírus.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum