“Aqui quem faz a regra é a gente”: modelo trans é vítima de transfobia em canal de TV

Quando tentou argumentar que transfobia é crime, funcionário da emissora ameaçou a artista

A modelo trans Ariana Paes foi vítima de transfobia na TV Maskate, em Manaus. Paes ia participar de um programa da emissora, mas ao tentar usar o banheiro feminino foi impedida pela produção.

Em um vídeo postado em suas redes sociais, é possível ver um funcionário perguntando para ela se o nome de seu documento era no feminino, ao responder que ainda estava adequando os papeis, o homem então lhe responde que ela não poderia usar o banheiro de acordo com a sua identidade de gênero.

“No teu documento está Ariana?”, perguntar o homem, no que a modelo responde que está mudando. “Então, quando você mudar, você pode usar”, diz o funcionário claramente desrespeitando a identidade de gênero de Paes.

Ariana fala ao homem que a sua atitude é criminosa, ele ignora. “Cancela a gravação. Aqui quem faz a regra e a gente”, diz o funcionário.

A modelo afirma que vai processar a emissora e o homem novamente afirma que, independentemente da lei, na emissora ela não poderia usar o banheiro.

“Tá, faz o que tu quiser. Aqui a empresa é nossa, tu não manda aqui, quem manda aqui é a gente. Quem manda aqui é a gente. Vai gritar na tua casa. Aqui não”, disse o funcionário da emissora.

Cabe lembrar que a LGBTfobia está enquadrada na Lei do Racismo (1989).

A modelo Ariana Paes declarou à reportagem da Fórum que se “sentiu humilhada e destratada” e que vai entrar com um processo contra a emissora.

À Fórum, a Maskate News, o braço de notícias diárias da TV Maskate, explicou que funcionam em núcleos distintos e independentes, porém, ressaltaram que não compactuam com “nenhuma prática discriminatória”.

“A gerência do veículo Maskate News não compactua com nenhuma prática discriminatória e que a opinião do prestador de serviço, que contrarie o respeito e a diversidade não reflete os valores e princípios deste veículo de comunicação. Além disso, o caso está sendo apurado pela diretoria do outro veículo, que poderá esclarecer melhor o que aconteceu”, declarou a Maskate News.

A reportagem entrou em contato com a TV Maskate, mas, até o fechamento dessa matéria não houve resposta.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).