“Ou faz lockdown ou aumenta as vagas do cemitério”, diz prefeito de Araraquara

Edinho Silva também comentou que é triste ver Osmar Terra, que é médico e já foi defensor do SUS, acabar no negacionismo

Publicidade

Em entrevista ao Fórum Onze Meia desta quarta-feira (23), o prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT-SP), voltou a defender as medidas mais rígidas que voltou a adotar na cidade em que governa e foi enfático ao afirmar que “ou se faz lockdown ou aumenta as vagas do cemitério”.

Edinho Silva também destacou estudo feito pelo professor doutor Bernardino Alves Souto, do departamento de Medicina e do Programa de Pós-graduação em Gestão Clínica da Universidade Federal de São Carlo (Ufscar), o qual revelou que o lockdown realizado em fevereiro em Araraquara salvou 259 vidas.

Todavia, Edinho Silva afirmou que é “importante que se qualifique o debate. Ninguém faz o lockdown porque quer. Se nós tivéssemos política de vacinação efetiva, evidentemente que nós não teríamos que fazer lockdown”.

Dessa maneira, o prefeito afirmou que reconhece a dificuldade que os pequenos e médios empresários enfrenta quando a cidade entre em lockdown e critica a falta de políticas de socorro a estes setores da economia de São Paulo, mas também do resto do Brasil.

Com o avanço da pandemia e com a falta de políticas sociais providenciadas pelo governo federal, Edinho Silva revela que a sua gestão ampliou os programas sociais e que atenderam mais de 22 mil famílias com socorro alimentar e criaram empregos temporários. Apesar disso, Silva destaca que as pessoas “querem ter acesso a renda e trabalho”.

A respeito do processo de imunização da população, o prefeito de Araraquara afirmo que, se não houver atraso no cronograma divulgado pelo governo estadual que, até meados de julho mais de 50% da população da cidade estará vacinada.

Questionado sobre a postura do deputado federal Osmar Terra (MDB), Edinho afirmou que é “triste você ver um médico que á foi secretário da saúde, que já fez defesas do SUS, terminar no negacionismo. Os profissionais da saúde sabem: não se trata de ser a favor ou contra o lockdown, é a realidade (da pandemia) que se impõe”.

Por fim, Edinho Silva afirmou que vai continuar a tocar o seu trabalho à frente da prefeitura de Araraquara “com racionalidade e acreditando na ciência. É importante salvar os empregos, ajudar a pequena e a média empresa, isso é importante, mas o direito à vida vem na frente e daqui a pouco vamos retomar em plenitude”.

Notícias relacionadas

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR