Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de setembro de 2019, 14h43

Aras convida para a PGR procurador bolsonarista que chama Glenn de “Verdevaldo e sua gangue”

Além das críticas aos jornalistas do Intercept, Ailton Benedito se mostra ativista nas redes sociais e milita em prol do ministro da Justiça, Sergio Moro

Foto: Reprodução

Mesmo antes de ser aprovado no Senado, o favorito de Jair Bolsonaro (PSL) para a Procuradoria-Geral da República (PGR), Augusto Aras, já menciona nomes que gostaria de ter em sua equipe. Um deles é o procurador bolsonarista Ailton Benedito, chefe da Procuradoria da República em Goiás. Nas redes sociais, Ailton coleciona comentários agressivos contra jornalistas do Intercept, em especial Glenn Greenwald, a quem ele se refere como “Verdevaldo”, que seria uma “tradução” de Greenwald.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Observa-se que Verdevaldo e sua gangue de sicários estão conseguindo ler algo mais além de mensagens roubadas de celulares do ex-juiz Moro e de integrantes da Lava Jato. Com um pouco de esforço, em mais algumas gerações, eles ainda lograrão se alfabetizar em português”, escreveu o procurador. Ele havia sido indicado pelo governo para integrar a Comissão de Mortos e Desaparecidos, mas teve seu nome vetado pelo Conselho Superior do Ministério Público Federal.

Além das críticas contra os jornalistas do Intercept e à Vaza Jato, Ailton tece elogios ao ministro da Justiça, Sergio Moro, e a seu pacote anticrime. Nas redes sociais, o procurador se mostra ativista do governo, compartilhando notícias do Antagonista e criticando a esquerda.

Glenn já havia comentado sobre o uso desse apelido para se referir a ele. “Esse é o nível em que eles estão. É tudo para distrair sua atenção do comportamento de Moro, Deltan e Lava Jato. Essa é a única tática deles”, tuitou Glenn, em julho deste ano, ao comentar uma publicação da deputada federal Carla Zambelli (PSL) usando o mesmo apelido contra ele.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum