Fórumcast, o podcast da Fórum
07 de novembro de 2016, 10h21

Assustados com Lava Jato, grupos empresariais pressionam Congresso

Grupos empresariais de grande expressividade no PIB pedem continuidade das discussões sobre anistia de caixa dois e acordos de leniência, em vista das investigações da Lava Jato.

Grupos empresariais de grande expressividade no PIB pedem continuidade das discussões sobre anistia de caixa dois e acordos de leniência em vista das investigações da Lava Jato.

Por Redação*

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, assumiu que tem sido procurado por grupos empresariais e que temas como anistia ao caixa dois e acordos de reparação (leniência) “têm aparecido como sintomas de preocupação”. Maia participou, recentemente, de agenda de encontros com a Conferência Nacional da Industria (CNI) e centrais patronais, que reivindicam a aprovação do acordo de leniência.

Este acordo prevê que empresas que causaram algum dano ao setor público “reparem” esse dano por meio de participação e auxilio nas investigações. Outra proposta, discutida nos bastidores do Congresso, é a anistia para caixa dois praticados anteriormente, mantendo penalizáveis apenas os que fossem praticados da aprovação da medida para a posteridade.

A medida que sugere existência de diferenciação de quem participou de um esquema de desvio de recursos (caixa dois) no passado e daqui para frente é uma das principais reivindicações de setores empresariais como operadoras de telefonia, bancos, mineradoras, empresas de aviação e portos. Entretanto, Maia afirma que ainda não há modelo que se abra como caminho para o avanço das discussões. Não há, também, concordância sobre a real eficácia de uma eventual anistia a crimes de caixa dois cometidos no passado.

Alguns setores temem que a aprovação da anistia promova interpretação de investigadores sobre doações não declaradas como lavagem de dinheiro. Por fim, o acordo de leniência traz ainda pontos como a aprovação de delações premiadas sendo possíveis apenas se o réu não estiver preso.

* Com informações do jornal Folha de S.Paulo

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum