Ato no dia 29 promete unir universidades públicas paulistas

Em frente ao Palácio dos Bandeirantes, estudantes e funcionários da USP, Unesp, Unicamp Centro Paulo de Souza reivindicarão audiência com o governador José Serra (PSDB).

Em frente ao Palácio dos Bandeirantes, estudantes e funcionários da USP, Unesp, Unicamp Centro Paulo de Souza reivindicarão audiência com o governador José Serra (PSDB).

Por Redação 

Estudantes, funcionários e professores das três universidades públicas do estado de São Paulo prometem manifestação nesta terça-feira, 29, em frente ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo. O protesto exige a revogação dos decretos que interferem na autonomia das universidades.

Em assembléia, no dia 22, 1.500 estudantes aprovaram o ato conjunto com todas as estaduais paulistas (USP, Unesp, Unicamp e Centro Paula Souza) e o Fórum das Seis (funcionários e professores). Na pauta a exigência de audiência com o governador José Serra (PSDB) para a revogação imediata dos decretos.

Panfleto distribuído entre os estudantes alega que “a ocupação [do prédio da Reitoria da USP] é um instrumento legítimo de luta, mas precisamos nos atentar para o fato de que a revogação dos decretos não acontecerá somente por meio da reitoria ocupada”. O horário do ato ainda não foi divulgado.

Segundo o estudante de física da USP Flávio Campopiano, ouvido pela Fórum, as lutas precisam ser unificadas para que se consiga derrubar o decreto.

Ocupação da Reitoria Na próxima segunda-feira, 28, em horário a ser definido, uma nova reunião com o secretário de Justiça de São Paulo, Luiz Antonio Guimarães Marrey, e os estudantes será realizada para negociar a desocupação da reitoria da USP. Até o momento não houve movimentação da Polícia Militar para cumprir o mandato de reintegração de posse.

Professores da USP decidem manter greve Hoje professores da USP se reunirão em assembléia e decidiram manter a greve por tempo indeterminado. A categoria defende a autonomia universitária, garantia de direitos previdenciários, mais recursos para a educação e reajuste salarial.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR