Pandemia: Áustria torna vacinação obrigatória

As pessoas não vacinadas já estão confinadas há uma semana; governo anunciou lockdown com duração de dez dias

O chanceler da Áustria, Alexander Schallenberg, anunciou nesta sexta-feira (19) que o país entra em lockdown a partir da próxima segunda-feira (22). Além disso, a vacinação contra a Covid passa a ser obrigatória a partir de fevereiro.

Desde a semana passada que as pessoas não vacinadas estão confinadas e só podem sair de casa para comprar comida, fazer atividade física e ir ao médico.

O chanceler austríaco justificou a obrigatoriedade da vacinação para que o país não tenha que entrar, novamente, em lockdown.

Por sua vez, o ministro da saúde, Wolfang Mückstein declarou que o lockdown é “agressivo”, mas o método mais eficaz para evitar a quarta onda do coronavírus.

“Ninguém quer um lockdown, um lockdowns é um último recurso, um instrumento agressivo, é sempre uma imposição, mas é o instrumento mais confiável que temos para impedir essa quarta onda”, declarou o ministro da Saúde Wolfang Mückstein.

Inicialmente o lockdown vai durar dez dias.

Notícias relacionadas

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).