Fórumcast #19
19 de abril de 2016, 11h46

Bernie Sanders: “EUA não podem continuar derrubando governos na América Latina”

Dois dias após a aprovação do impeachment da presidenta Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, pré-candidato democrata à presidência dos Estados Unidos criticou a política intervencionista de seu país na região.

Dois dias após a aprovação do impeachment da presidenta Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, pré-candidato democrata à presidência dos Estados Unidos criticou a política intervencionista de seu país na região

Por Redação

O senador socialista Bernie Sanders, pré-candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, afirmou que a política intervencionista de seu país na América Latina precisa chegar ao fim e se colocou como o único candidato capaz de mudar essa lógica.

“Os Estados Unidos não podem continuar intervindo na América Latina e derrubando governos ou tentando desestabilizá-los por razões econômicas”, afirmou em um vídeo divulgado nesta terça-feira (19), apenas dois dias depois de o impeachment da presidenta Dilma Rousseff ter sido aprovado na Câmara dos Deputados e um dia após a ida do senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) a Washington (EUA) para se reunir com autoridades.

Sem citar o Brasil diretamente, mas fazendo referência à América Latina com um todo, Sanders criticou a postura norte-americana em um debate com o vocalista do grupo porto-riquenho Calle 13, René Pérez “Residente”. “Se for presidente, fomentarei uma nova relação baseada no respeito mútuo”, ressaltou o pré-candidato depois de analisar que “caos” e “massacres”, historicamente, sucederam golpes de Estado.

Veja também:  Vaza Jato: Moro orientou Lava Jato a não apreender celular de Eduardo Cunha

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum