Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de junho de 2007, 14h34

Bispo de Barra visita o acampamento contra transposição

Os ativistas contra as obras iniciadas pelo 2º Batalhão de Engenharia do Exército em Cabrobó (PE), no segundo dia de ocupação, prepararam a terra para plantar alimentos e espécies nativas e retardar as obras. O número de acampados subiu, segundo a organização, para 1.500. Geddel diz que obra é irreversível

Os ativistas contra as obras iniciadas pelo 2º Batalhão de Engenharia do Exército em Cabrobó (PE), no segundo dia de ocupação, prepararam a terra para plantar alimentos e espécies nativas e retardar as obras. O número de acampados subiu, segundo a organização, para 1.500. Geddel diz que obra é irreversível

O bispo de Barra (BA), Dom Luiz Cappio, e o de Juazeiro (BA), dom José Geraldo, devem visitar o local nesta quinta-feira, 28, pela manhã. Cappio foi parar nas manchetes dos jornais em setembro e outubro de 2005 quando fez, na cidade pernambucana, uma greve de fome.

Os indígenas Truká reivindicam direito sobre a área da obra, na confluência de três fazendas: Trucutu, Toco Preto e Mãe Rosa, o que impediria seu prosseguimento. O Ministério alega que a fazenda foi desapropriada e, portanto, pertence à União.

Outros movimentos de Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Bahia e Ceará integram o movimento. A hipótese de ação de reintegração de posse só poderia ser expedida, dizem os manifestantes, pelo juiz federal responsável, da comarca de Salgueiro (PE).

O acampamento está em Cabrobó, no quilômetro 29 da rodovia BR 428.

Irreversível

O ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, declarou à imprensa que a decisão política de executar a obra de transposição das águas do São Francisco é irreversível. No entanto, ele teria enviado um interlocutor ao local. Geddel ironizou o fato de a ação não ter ocorrido durante sua visita ao local. Disse ainda que a ocupação não irá atrapalhar andamento das obras.

 

(Com Agência Brasil)


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags