sábado, 24 out 2020
Publicidade

Boicote: Crivella impede entrada de repórteres do jornal O Globo em coletiva no Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), impediu a entrada de dois jornalistas do O Globo em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (3) sobre a festa de Réveillon em Copacabana. Assessores de imprensa expulsaram os repórteres dizendo que o veículo não havia sido convidado.

O caso aconteceu apenas um dia após o prefeito ofender repórteres do jornal e ameaçar processá-los por “infâmia, calúnia e difamação”. A declaração foi dada nas redes sociais, após o jornal publicar reportagem em que revelou que o Ministério Público do Rio de Janeiro apura um esquema de corrupção na prefeitura.

Ainda, no domingo (1), seguindo a cartilha de Jair Bolsonaro, que levantou boicote contra a Folha de S.Paulo, Crivella anunciou que o “sistema de comunicação da prefeitura” vai ignorar todos os pedidos de repórteres do jornal, principal porta-voz da família Marinho na política.

Em nota, o jornal O Globo disse lamentar a decisão do prefeito.

“O Globo lamenta a decisão do prefeito Marcelo Crivella de, a partir de agora, ignorar os pedidos de informação feitos pelo jornal. Medida, diga-se, tomada na véspera de o jornal publicar reportagem revelando que o prefeito é alvo de investigação do Ministério Público do Rio. Ao não atender a essas demandas, o prefeito deixa de prestar esclarecimentos não ao jornal, mas à população do Rio de Janeiro, que o elegeu”, afirmou.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.