Bolsonaro a presidente da Guiné-Bissau: “É tudo veado aqui”

Constrangimento foi parecido com o provocado por ele durante a visita do presidente português Marcelo Rebelo de Sousa

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) também fez piada homofóbica para o presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló. O fato ocorreu no final de agosto.

Após o visitante elogiar o Palácio do Itamaraty, Bolsonaro disparou: “É tudo veado aqui”.

Uma autoridade presente explicou a Umaro: “veado”, no português daqui, é sinônimo de “paneleiro”, no português de lá.

Bolsonaro é recorrente em gafes internacionais. Além de demonstrar seu negacionismo ao não usar máscara de proteção durante visita do presidente de Portugal, no início deste mês, ele teria constrangido o chefe de Estado europeu com piadas de teor sexual.

O chefe do Executivo brasileiro, durante almoço com Marcelo Rebelo de Sousa, teria feito “papel de tiozão do churrasco”, o que teria causado péssima impressão no presidente português e em sua comitiva.

Em março deste ano, Bolsonaro chegou a ser condenado a indenizar a jornalista Patrícia Campos Mello por ter feito, em 2020, piada de teor sexual contra ela. “Ela queria, ela queria um furo. Ela queria dar o furo [risada geral] a qualquer preço contra mim”, disse na ocasião.

Com informações da coluna de Ancelmo Gois

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR