quinta-feira, 1 out 2020
Publicidade

Bolsonaro admite que pode voltar atrás sobre excluir Folha de S.Paulo de edital

Jair Bolsonaro reconheceu, nesta segunda-feira (2), que pode mudar de ideia em relação à decisão que retirou a Folha de S.Paulo do edital de veículos assinados pelo governo. A afirmação ocorreu durante entrevista à TV Record.

“A questão da Folha de S.Paulo não é de hoje. Para a Folha de S.Paulo, a eleição não acabou. Agora, se a gente ferir qualquer norma ética ou legal, a gente volta atrás. Sem problema. Agora, de qualquer maneira, a gente vai reduzir essa despesa também sem ideia de perseguição”, declarou.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Após ter anunciado a exclusão da Folha das assinaturas do Planalto, Bolsonaro chegou a dizer que faria boicote às empresas que anunciam no jornal.

No final de novembro, o presidente havia dito, em outra entrevista, que “nenhum órgão aqui do meu governo vai receber o jornal Folha de S. Paulo aqui em Brasília. Está determinado”. Bolsonaro chegou a dizer, na sexta-feira (29), que esta a deixando de gastar dinheiro público.

Forrar galinheiro

“Olha, a Folha de S.Paulo não serve nem para forrar aí o galinheiro. Olha só, eu estou deixando de gastar dinheiro público”, afirmou.

O edital de pregão eletrônico, publicado na última quinta (28) no Diário Oficial, mostra a contratação por um ano, prorrogável por mais cinco, de uma empresa especializada em oferecer a assinatura dos veículos de imprensa à presidência da República.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.