Nos bastidores, Eduardo Cunha ajuda Bolsonaro na articulação do voto impresso

O debate no Congresso deve ser retomado no dia 5 agosto; proposta tinha apoio da maioria dos parlamentares, mas 11 partidos se uniram contra e ganharam um ministro do STF como aliado

Velhos conhecidos da Câmara dos Deputados, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha estaria ajudando o presidente Bolsonaro (sem partido) na articulação em prol do voto impresso.

Inicialmente essa desconfiança é compartilhada por parte dos parlamentares em Brasília.

Todavia, os deputados acreditam que Cunha, que já declarou voto em Bolsonaro em 2022, tem se movimentado e defendeu o voto impresso em artigo.

Dessa maneira, a discussão do voto impresso deve ser retomada após o recesso do Congresso Nacional.

Em todo caso, a próxima sessão da comissão que discute o voto impresso está agendada para 5 de agosto.

Os defensores do voto impresso tinham maioria até pouco tempo atrás.

Porém, 11 partidos se uniram contra a proposta com o apoio do ministro do STF Alexandre Moraes.

Notícias relacionadas

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR