quinta-feira, 1 out 2020
Publicidade

Bolsonaro expulsa ex-apoiadora que o questiona sobre mortes por Covid-19: “Sai daqui”

Após ser questionado sobre as 38 mil mortes causadas pelo novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) mandou uma mulher que estava entre seus apoiadores se retirar da porta do Palácio da Alvorada, na manhã desta quarta-feira (10). “Cobre do seu governador. Sai daqui”, disse.

Leia também: Eduardo Bolsonaro identifica apoiadora do “sai daqui”: Youtuber e assessora de Fernando Holiday, do MBL

A mulher afirmou: “Nós temos hoje 38 mil mortos por causa do covid. E, assim, não são 38 mil estatísticas, são 38 mil famílias que estão morrendo nesse momento, que estão chorando. O senhor, como chefe da Nação, eu votei no senhor, fiz campanha para o senhor, acho até que o senhor me conhece. E eu sinto que o senhor traiu a nossa população”.

Logo a seguir, ela disse que a população está morrendo, mas Bolsonaro silenciou e se afastou, dando a palavra para outras pessoas. Diante da insistência, o presidente disse para ela parar de falar ou, então, sair do local. “Se você quiser falar, sai daqui, já foi ouvido. Cobre do seu governador. Sai daqui”, declarou o presidente mais uma vez.

“Aquela figura falando abobrinha ali. Vem usar uma coisa séria, as mortes, para fazer demagogia aqui, todos nós respeitamos e temos compaixão pelo pessoal que perdeu um familiar, não importa a circunstância”, disse.

“Mortes estão havendo no mundo todo, não é apenas a covid. Agora, querer culpar a mim… Tem muita gente morrendo de fome, depressão, suicídio, uma política feita apenas de um lado”, disse Bolsonaro.

Com informações do Estadão

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.