domingo, 20 set 2020
Publicidade

Bolsonaro mente e diz que esquerda defende pedofilia ao apresentar proposta de Damares

Ao fazer propaganda de iniciativa do Ministério da Família, o presidente Jair Bolsonaro aproveitou para tentar reanimar seus apoiadores mais radicais com a guerrilha ideológica e a desinformação que marcaram seus discursos na campanha eleitoral de 2018.

Em mensagem no Twitter, Bolsonaro mentiu e acusou a esquerda de defender a pedofilia. “Enquanto a esquerda busca meios de descriminalizar a pedofilia, transformando-a em uma mera doença ou opção sexual, apresentei um PL que aumenta em 50% a pena para esses crimes”, escreveu o presidente, parabenizando o ministério comandado por Damares Alves pela iniciativa da proposta.

Embora antiga entre bolsonaristas, a narrativa mais uma vez amplificada pelo presidente não encontra qualquer amparo na realidade e faz um ataque generalizado e leviano aos grupos de oposição ao seu governo. A declaração se soma a outros absurdos falsos, como o kit gay e a mamadeira de piroca, que marcaram a campanha de 2018, e denotam uma obsessão mal resolvida com questões sexuais.

Ricardo Ribeiro
Ricardo Ribeiro
Correspondente da Fórum na Europa. Jornalista e pesquisador, é mestre em Jornalismo e Comunicação pela Universidade de Coimbra e doutorando em Política na Universidade de Edinburgh. Trabalhou na Folha de S.Paulo, Agora e UOL, entre 2008 e 2017, como repórter e editor.