Fórumcast, o podcast da Fórum
06 de junho de 2016, 13h32

Sem ministras, Brasil some em ranking de representatividade feminina

País ocupava 22º lugar na questão da representatividade feminina no governo, após Temer assumir, o Brasil não possui mais colocação.

País ocupava 22º lugar em ranking elaborado pela ONU Mulheres que avalia países da América do Sul, Central e Caribe; após Temer assumir e compor um ministério só com homens, o país desapareceu da classificação

Por Redação*

Apesar de a maioria da população brasileira ser composta por mulheres (51,5%), isso não é refletido no ministério do governo interino, o que acabou excluindo o Brasil de um ranking de representatividade feminina feito pela ONU Mulheres, que avalia países da América do Sul, Central e Caribe. Antes de Temer assumir, o país ocupava a 22ª posição.

Na América Latina, o país que mais possui mulheres proporcionalmente no governo é a Nicarágua, com 5 ministras num total de 11 cargos. Em seguida vem Uruguai (5 de 13), Colômbia (6 de 16), Chile (8 de 23) e Trinidad e Tobago (6 de 20). Atualmente, a única chefe de Estado em exercício da América Latina é Michelle Bachellet, do Chile.

No que diz respeito às Américas em geral, o país que lidera o ranking é o Canadá, onde 50% dos cargos de alto escalão são ocupados por mulheres. O primeiro-ministro canadense Justin Trudeau ainda nomeou uma mulher com deficiência visual, um homossexual assumido, um indígena e quatro descentes de indianos.

Na contramão, vem o Brasil e a ilha São Vicente e Grandinas. Ambos não possuem nenhuma ministra.

Com informações do Sul21.

Foto de capa: Valter Campanato/Agência Brasil


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum