sábado, 24 out 2020
Publicidade

Brasil passa EUA em mortes por covid-19 a cada 100 mil habitantes

Números da Universidade Johns Hopkins, referência mundial no estudo da pandemia, mostram que país subiu para 10ª posição

O Brasil ultrapassou os Estados Unidos em um ranking mundial. Mas não é uma boa notícia. O país agora é o 10º com mais mortes por covid-19 a cada 100 mil habitantes, segundo os dados da Universidade Johns Hopkins desta quarta-feira (26). A instituição é referência mundial em estudos sobre a pandemia do novo coronavírus.

A Johns Hopkins aponta que, com as 116.580 mortes reportadas pelo Ministério da Saúde, o Brasil alcançou uma taxa de 55,65 óbitos por covid-19 a cada 100 mil habitantes. Os Estados Unidos, que até então estavam à frente do Brasil nessa lista, aparecem com uma taxa de 54,55, embora com um número maior de mortes totais: 178.486.

Essa medição proporcional à população mostra melhor a situação da doença em cada país. Quem lidera essa lista é o pequeno San Marino, que, com suas 42 mortes, aparece com 124,32 óbitos por 100 mil habitantes.

Para minimizar esse tipo de distorção, a Johns Hopkins reúne em um gráfico separado as 20 nações mais afetadas pela pandemia. Nessa lista, o Brasil é o quarto país com maior taxa de mortes por 100 mil habitantes, ficando atrás apenas de Peru, Espanha e Chile.

Fabíola Salani
Fabíola Salani
Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.