Brasil ultrapassa 8,5 milhões de casos e 210 mil mortes por Covid-19

Manaus, que vive segunda onda de contágios, teve maior número de óbitos do país

Em meio ao início da vacinação contra a Covid-19 no país, o Brasil vive uma aceleração de casos e mortes que mostram a importância dessa campanha. Nesta segunda-feira (18), o boletim do Ministério da Saúde revelou que o país superou 210 mil óbitos devido ao novo coronavírus e 8,5 milhões de diagnósticos confirmados da doença.

Com 452 novos óbitos, o Brasil chegou a 210.299 vidas perdidas para a doença. Manaus, que enfrenta um recrudescimento dos contágios, foi a cidade com mais mortes registradas por Covid-19 nesta segunda-feira: 85.

Essa alta de infecções pelo novo coronavírus na capital amazonense levou a um aumento nas internações dos hospitais na cidade e uma explosão da demanda por oxigênio, que aumentou cinco vezes em uma semana. Como consequência, o insumo praticamente acabou nos hospitais da cidade na última quinta-feira (14), em uma crise que levou pacientes a ficarem sem o oxigênio e até morrerem por causa disso.

Mas o país todo passa por uma piora na pandemia. Com 23.671 novos diagnósticos confirmados nesta segunda-feira, o Brasil alcançou 8.511.770 pessoas infectadas pelo Sars-Cov-2 desde o início da pandemia.

Uma amostra dessa piora é que o estado de São Paulo registrou, na semana passada, o que o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, chamou de  pior semana epidemiológica da pandemia no estado.

Isso porque, de acordo com as notificações, houve 11,3 mil novos casos de Covid-19 registrados, número maior do que o pico anterior, em agosto, quando haviam sido confirmados 10.828 diagnósticos no estado. O aumento do total de registros na semana passada em relação à anterior foi de 9%.

Nesta segunda-feira, Brasília foi a cidade que liderou o total de novas confirmações da doença, com 1.047 casos, seguida por Manaus, com 654, e São Paulo, com 642.

Avatar de Fabíola Salani

Fabíola Salani

Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR