Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
01 de dezembro de 2019, 16h26

Brasileiros ricos em Portugal exigem apartamentos com “dependências de empregados”

Empresa portuguesas estão tendo que se adaptar aos costumes da elite do Brasil

Depois de elegeram um presidente ultra-conservador e ver a economia cada vez pior, membros da elite brasileira estão deixando o país e indo ficar residência em Portugal. Na bagagem, levam para a nova moradora costumes e privilégios que sempre tiveram no Brasil.

Com isso, empresas portuguesas estão tendo que se adaptar para suprir os hábitos que os ricos brasileiros estão importando para além-mar. Um exemplo é que na Europa nunca houve um cômodo chamado quarto de empregada.

“Estamos atentos ao brasileiro e, em uma unidade com três suítes, uma pode ser para o empregado doméstico, o que não é comum em Portugal. Vimos que valia a pena arriscar e já fizemos todos os quartos com suíte, uma particularidade dos brasileiros. Também incorporamos utilitários de higiene, como ducha e bidê, e o tanque”, afirmou Gilberto Jordan, diretor executivo de um empresa de empreendimentos voltada para milionários, em entrevista ao jornal O Globo.

Um levantamento mostra que em 2019, 176 brasileiros transferiram R$ 617,6 milhões para a aquisição de vistos gold. Esta operação está ligada à compra de imóveis de alto padrão, que custam mais de R$ 2 milhões, o valor mínimo para ter concessão do governo português para que estrangeiros tenham esse tipo de residência.

Os paulistas são responsáveis por 50% dos imóveis adquiridos por brasileiros em Portugal. Um detalhe que chama a atenção dos portugueses é o fato dos brasileiros sempre pediram algum tipo de alteração no imóvel.

“Os brasileiros estão mais habituados que os portugueses a áreas de serviço equipadas e dependências de empregados. E preferem condomínios com segurança e serviços comerciais”, diz Luís Lima, presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum