Fórumcast, o podcast da Fórum
07 de janeiro de 2017, 11h00

Bruno Júlio deveria estar preso. Mas não deveria ser decapitado.

O ex-secretário nacional da juventude de Temer deveria estar preso por vários espancamentos que cometeu contra mulheres e também por assédio sexual à funcionária. Mas, por pior que ele seja, ninguém que tenha cabeça no lugar defenderia decapitá-lo.

O ex-secretário nacional da juventude de Temer deveria estar preso por vários espancamentos que cometeu contra mulheres e também por assédio sexual à funcionária. Mas, por pior que ele seja, ninguém que tenha cabeça no lugar defenderia decapitá-lo.

Do Tijolaço

Depois do espancador de professores Fernando Francischini, do Paraná, a vez da mediocridade passa para um cidadão de nome Bruno Moreira Santos, mais conhecido como Bruno Júlio, Secretário Nacional de Juventude do Governo Temer.

Segundo Ilimar Franco, em O Globo, ele comemorou a decapitação de seres humanos em Roraima e Manaus.

“Tinha era que matar mais. Tinha que fazer uma chacina por semana.”

Bruno, que é filho do polêmico Cabo Júlio, do PMDB mineiro – é o seu currículo – não deve ter espelho em casa.

Ele foi denunciado em abril deste ano, na 1ª Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher, em Belo Horizonte pela companheira, a quem “puxou pelo cabelo e deu tapas em seu rosto”.

Mas não foi só isso, segundo o G1:

Em outro caso, registrado como lesão corporal, Bruno Santos é suspeito de agredir com socos, tapas, chutes e puxões de cabelo a mulher com quem tinha uma união estável em março de 2014. Na época, ela ainda relatou à polícia que foi ameaçada com uma faca porque o então companheiro não aceitava o fim do relacionamento.

Uma vez, vá lá que seja armação, mas duas? E três, então?

Em novembro de 2015, o secretário foi acusado de assédio sexual por uma funcionária. Na denúncia, a mulher contou que era ameaçada de demissão caso não saísse com ele. A vítima disse à polícia que era perturbada e constrangida pelo patrão com elogios e convites para acompanhá-lo em viagens. Segundo a polícia, ela entregou à delegada mensagens das ameaças enviadas por celular pelo secretário.

Cuidado, secretário. Quem acha que nada é razão para chacinar alguém o defenderia, se o senhor tivesse ido parar lá dentro por estas acusações.

Aqui, ninguém gostaria de vê-lo decapitado.

Já gente como o senhor acha que “tinha de fazer uma chacina por semana” e, aí, logo chegaria a sua vez.

Precisamos do seu apoio: Escolha outra mídia! Seja um sócio e vá pra Cuba em 2017.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum