Fórumcast, o podcast da Fórum
02 de dezembro de 2016, 19h25

Campeão em voos irregulares, Alexandre de Moraes usou avião da FAB para passar o feriado em casa

O ministro da Justiça infringiu uma lei assinada por Dilma em 2013 que proíbe ministros de usarem aeronaves da Força Aérea para irem para suas residências, já que eles já recebem verba para esses deslocamentos. Em 5 meses, ministros de Temer utilizaram aviões da FAB 238 vezes sem justificativa; Moraes é o campeão

Por Redação

Alexandre de Moraes, ministro da Justiça do governo Temer, utilizou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para passar o feriado em casa. As informações são do Radar Online, do site da Veja.

De acordo com o blog, Moraes utilizou a aeronave para passar o feriado de 12 de outubro em sua residência em São Paulo. Como sabia que só deveria usá-lo a serviço, o ministro agendou compromissos na capital paulista no dia 13, mas viajou no dia 11, na véspera da folga.

Com o ato, o ex-secretário de Segurança Pública de São Paulo infringe uma lei assinada por Dilma Rousseff em 2013 que proíbe os ministros de viajarem para suas residências utilizando aviões da FAB, já que eles já recebem verbas para esses deslocamentos.

Essa tem sido uma prática comum, inclusive, entre os ministros do governo Temer. Um estudo feito pelo jornal O Estado de São Paulo mostra que os atuais ministros, no período de 12 de maio à 31 de outubro, utilizaram aviões da Força Aérea Brasileira 238 vezes sem justificativas plausíveis para deslocamentos. Na maioria dos casos, as viagens eram feitas para os locais onde os ministros residem.

Entre eles, mais uma vez o nome de Moraes se destaca. Ele foi o que mais fez essas viagens irregulares ou sem justificativa, totalizando, dentro deste período, 48 voos.

 

 

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum