Cardeal espanhol diz que a vacina contra o coronavírus é feita com “células de fetos abortados”

Segundo o arcebispo Antonio Cañizares, “o diabo atua em meio à pandemia”, e estaria tentando “realizar pesquisas para vacinas e curas” contra a covid-19

O cardeal arcebispo de Valência, Antonio Cañizares, conhecido na Espanha por suas frequentes controvérsias, surpreendeu durante a missa que realizou neste domingo (14).

Durante o sermão, o padre afirmou que uma das vacinas desenvolvidas contra o coronavírus é “obra do diabo”, porque supostamente usaria “células de fetos abortados (…) em experiências desumanas e crueis”. O religioso não esclareceu qual dos muitos projetos estaria fazendo isso.

As declarações foram feitas em plena catedral de Valência, perante as autoridades municipais, durante a celebração da missa de Corpus Christi. Segundo Cañizares, “o diabo atua em meio à pandemia”, e estaria tentando “realizar pesquisas para vacinas e curas” contra a covid-19.

Para o cardeal, aceitar a vacina seria ir contra o homem, ou desprezar o próprio homem. “Primeiro o homem é morto com o aborto, e depois é manipulado para que digam, `veja como isso é bom, nós já temos uma vacina´”, afirmou o cardeal.

“Não, senhor, temos que enfrentar mais um infortúnio, a obra do diabo. É isso que o diabo quer”, convocou Cañizares.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR