Fórumcast, o podcast da Fórum
16 de janeiro de 2016, 12h57

Chico Buarque vai à Justiça contra agressões

Alvo recente de agressões verbais no Rio de Janeiro, o músico e compositor processará, juntamente com suas filhas e sua ex-esposa, Marieta Severo, o jornalista João Pedrosa, que ofendeu sua família nas redes sociais

Alvo recente de agressões verbais no Rio de Janeiro, o músico e compositor processará, juntamente com suas filhas e sua ex-esposa, Marieta Severo, o jornalista João Pedrosa, que ofendeu sua família nas redes sociais

Por Redação

O músico, escritor e compositor Chico Buarque decidiu entrar na Justiça contra o jornalista paulista João Pedrosa por danos morais. Em dezembro, Pedrosa comentou em uma foto do Instagram da atriz Silvia Buarque em que aparecia ao lado do pai, da mãe – a atriz Marieta Severo – e da irmã. “Família de canalhas! Que orgulho de ser ladrão!”, escreveu Pedrosa.

As informações foram divulgadas neste sábado (16) pelo jornal O Globo e, de acordo com a publicação, Chico entende “que chegou a hora de dar um basta às falsas acusações” que circulam contra ele na internet – inclusive a de que seria um beneficiário da Lei Rouanet. Segundo o cantor, ele não é contra a lei mas garante que nunca usou recursos de qualquer lei de incentivo à cultura.

A ação de Chico e sua família contra o jornalista será defendida pelo advogado João Tancredo.

No final do ano passado, o artista foi ofendido por um grupo de jovens depois de sair de um restaurante no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro. Entre os agressores, estavam Álvaro Garnero Filho, filho do empresário e apresentador paulista Álvaro Garnero, e o rapper Túlio Dek, que chamara o cantor de, entre outras coisas, “merda” e “petista ladrão”.

Foto: Mario Canivello/Facebook Chico Buarque


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum