Chile: Exército atira em cinegrafista da TeleSUR durante transmissão ao vivo de manifestação

Assista ao momento em que o cinegrafista da TeleSUR é alvejado por militares no Chile

A situação do Chile segue bastante tensa nesta segunda-feira (21). Um dos alvos dos militares foi a equipe jornalística da rede TeleSUR, que acompanha os protestos ao vivo. Em vídeo divulgado pela emissora, um policial aparece apontando arma a na direção dos jornalistas e disparando.

“As pessoas queriam tentar se reagrupar para marchar até a Avenida Providência… Vamos para lá, vamos para ponte. Vem, cuidado, cuidado! Estão disparando diretamente na gente! Espera! Foca! Te acertou? Acertaram o cinegrafista, acreditam? Acabam de golpear o cinegrafista da TeleSUR”, dizia a jornalista Paola Dragnic durante transmissão ao vivo.

“A violenta repressão das forças de segurança em #Chile?? não diminui, mas aumenta e deixa mais vítimas”, publicou a emissora nas redes sociais, citando que já são 13 mortos e 2.151 detidos desde a última sexta-feira, quando grandes protestos tomaram o país. A causa inicial foi o aumento das passagens de metrô, que já foi revogada, mas a dura resposta repressiva do presidente Sebastián Piñera acabou fazendo as mobilizações continuarem.

Piñera decretou estado de emergência e toque de recolher no país a partir das 18h e chegou a falar, no domingo, que o país vivia uma situação de guerra, alarmando órgãos de direitos humanos para uma possível escalada autoritária em meio ao “despertar” no Chile.

Confira o momento em que o cinegrafista foi alvejado:

 

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e latino-americanista convicto, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum América Latina