Fórum Educação
20 de Maio de 2020, 22h53

Cinemateca Brasileira não tem cargo prometido por Bolsonaro a Regina Duarte

Instituição deixou de ser administrada diretamente pelo governo há quatro anos e posto de superintendente é ocupado por indicado do bispo Edir Macedo

Bolsonaro e Regina Duarte (Foto: Carolina Antunes/PR)

Ao anunciar o afastamento da atriz Regina Duarte do comando da Secretaria Especial de Cultura nesta quarta-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro disse que ela iria para a Cinemateca Brasileira.

No entanto, a instituição responsável pela preservação e difusão do patrimônio audiovisual brasileiro deixou de ser administrada diretamente pelo governo federal há quatro anos. O comando passou para uma organização social, a Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp), em um modelo que usa características de administração privadas em entidades públicas.

A Acerp poderia contratar Regina, mas uma das principais características do modelo das organizações sociais é a autonomia de gestão. O governo pode nomear Regina para alguns cargos de confiança que lhe restam na nova estrutura, embora sem controle definitivo da administração.

Internamente, o principal cargo existente é o de superintendente da Cinemateca, mas hoje o posto é ocupado por Roberto Barbeiro, indicado pelo Republicanos e com benção do bispo Edir Macedo, da Igreja Universal.

Uma terceira possibilidade seria romper o modelo atual e retornar o controle da Cinemateca para o governo federal, em que todos os funcionários são indicados diretamente pelo governo.

Além da falta de uma vaga clara para a atriz, o próprio funcionamento da Cinemateca está em causa por falta de recursos. O contrato com a Acerp prevê repasses anuais para a administração do local. No ano passado, o governo Bolsonaro enviou R$ 7 milhões dos R$ 13 milhões previstos.

Com informações do jornal Folha de S.Paulo


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum