Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de junho de 2016, 09h46

Coca, Ambev e Pepsi deixarão de vender refrigerantes em escolas

Medida passa a valer a partir de agosto e visa combater a obesidade infantil; empresas substituirão os produtos por água mineral, água de coco, suco e bebidas à base de leite.

Medida passa a valer a partir de agosto e visa combater a obesidade infantil; empresas substituirão os produtos por água mineral, água de coco, suco e bebidas à base de leite

Por Redação

Na última quarta-feira (22), a Coca-Cola, a PepsiCo e a Ambev anunciaram o fim da venda de refrigerantes em cantinas de escolas. A medida passa a valer a partir de agosto. As empresas substituirão os produtos por água mineral, água de coco, suco e bebidas à base de leite. A campanha visa combater a obesidade, reconhecendo que o refrigerante tem papel relevante no desenvolvimento do problema.

De acordo com as empresas, crianças de até 12 anos não têm maturidade suficiente para tomar decisões de consumo. A iniciativa foi realizada a partir de encontros e conversas com especialistas das áreas da nutrição, saúde e alimentação, e com representantes de instituições voltadas aos direitos das crianças.

A Coca, a PepsiCo e a Ambev afirmaram ter estreitado contato com a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas (Abir) para estender as ideias para todo o setor. A mudança deve afetar, por enquanto, apenas cantinas e lanchonetes de escolas que comprem refrigerantes diretamente com os fabricantes, sem intermédio de supermercados ou adegas.

Foto: Matheus Moreira


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum