Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de janeiro de 2020, 14h43

Com a terceira esposa, Bolsonaro diz que presidência é igual casamento “de quatro ou oito anos”

Em evento do partido Aliança pelo Brasil, o presidente também disse que o cargo “não é uma lua de mel”, e lançou algumas indiretas para o seu antigo partido, o PSL: “decepções, ingratidões, gente que se revela depois que assume o poder”.

Bolsonaro e Michelle (Foto: Carolina Antunes/PR)

Durante evento ligado ao partido que tenta criar, a Aliança pelo Brasil, o presidente Jair Bolsonaro fez uma pitoresca comparação: disse que o cargo que exerce é “como um casamento de quatro ou oito anos, ou quem sabe por mais tempo, lá na frente” – não explicou o que quis dizer com esse “mais tempo”, mas se supõe que tem a ver com a possibilidade de um novo mandato não consecutivo.

Não parou por aí. Também disse que “os fins (deste casamento) são o bem-estar deste povo”, mas que a relação “não é uma lua de mel”. Vale lembrar que Bolsonaro está no seu terceiro casamento, com Michelle Bolsonaro (mãe de Laura). Seus anteriores matrimônios foram com Rogéria Braga (mãe de Flávio, Carlos e Eduardo) e Ana Cristina Valle (mãe de Renan).

O encontro da Aliança pelo Brasil aconteceu em Brasília, neste sábado (18), e reuniu figuras com as que o mandatário pretende consolidar a nova legenda.

Ainda nas alusões matrimoniais ao seu cargo, Bolsonaro partiu para a fase do relato pessoal: “eu já passei dos 60 (anos). A gente começa a pensar de maneira diferente. A pensar com os pés do chão. O que nós queremos deixar para quem vem depois? O que eu quero deixar para a minha filha Laura?”, se perguntou.

Como não poderia deixar de ser, em um evento sobre a criação do seu novo partido, não faltou aquela alfinetada ao último pelo qual passou, o PSL. “Decepções, ingratidões, gente que se revela depois que assume o poder (…) mas nem isso satisfez uma parte daqueles que chegaram conosco para ocupar a Câmara e o Senado Federal”, explicou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum