Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de fevereiro de 2020, 00h04

“Comunista bom é comunista morto!” Sede do PSOL de Niterói sofre ataque

"Os judeus ateus trouxeram para cá o comunismo, toda essa falsidade ideológica que só trouxe problemas. O comunismo no Brasil nasceu em Niterói e morrerá nesta cidade", diz um trecho do panfleto

De acordo com o Jornal Globo, a sede do PSOL de Niterói denunciou ameaças na noite da última quarta (19). Panfletos com um texto intitulado “Marielle Ausente! Comunista bom é comunista morto! Um ultimato ao PSOL. Leiam até o fim e cumpram as nossas exigências, ou sofrerão as consequências” foram deixados na sede do partido.

O deputado estadual Flávio Serafini foi até a 77ª Delegacia de Polícia, em Icaraí, nesta quinta (20) para fazer um BO. Procurada, a Polícia Civil ainda não se pronunciou.

O objetivo do texto era evitar que o partido participe das eleições municipais deste ano.

Serafini, que é professor de Sociologia, declarou que não é a primeira vez que o partido recebe de ameaças. A deputada federal Talíria Petrone, também de Niterói, revelou em 2019 que a Polícia Federal descobriu um plano, orquestrado desde 2018, para matá-la. Outros membros do PSOL também relataram ameaças.

“Conseguimos filmar a pessoa que jogou os papéis (na sede). Vamos medidas protetivas e que essa pessoa seja identificada e responda pelas ameaças feitas”, declarou Serafini. “O documento diz que a sede em Niterói seria incendiada ou os militantes poderiam sofrer atentados se participássemos das eleições municipais deste ano. Vamos então fazer uma avaliação, acompanhando a investigação, para decidirmos como proceder.

De acordo com Serafini, o conteúdo dos panfletos é racista, homofóbico, antissemita e misógino, com frases típicas de grupos de supremacistas brancos.

“Os judeus ateus trouxeram para cá o comunismo, toda essa falsidade ideológica que só trouxe problemas. O comunismo no Brasil nasceu em Niterói e morrerá nesta cidade”, diz um trecho do documento, pouco antes de acrescentar: “A maioria de nós que somos brancos nos sentimos ameaçados e não somos vira-latas como vocês”.

O texto segue: “Acreditamos que a homossexualidade é um desvio afetivo e que um tratamento a esta não deve ser impedido”. Sobrou também para o feminismo: “O movimento LGBT não é digno de respeito… O formato deste movimento não nos agrada, assim como o das feministas”.

A islamfobia também marca o texto:

“Os invasores que vocês dizem serem refugiados muçulmanos na Europa são ultraconservadores que querem a destruição da cultura ocidental cristã e secular”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum