O que o brasileiro pensa?
28 de junho de 2020, 21h48

Constituição recebe cores da bandeira LGBTQI+ para destacar leis que protegem comunidade

Projeto Constituição do Orgulho está disponível em plataforma online para consulta, compartilhamento de trechos ou download

Foto: Divulgação

A Constituição brasileira recebeu versões com uma roupagem nova neste domingo (28), em que as leis que visam proteger a população LGBTQI+ foram destacadas com as cores do arco-íris, símbolo da comunidade.

O projeto Constituição do Orgulho está disponível online para consulta e download. No site, ferramentas e recortes facilitam o compartilhamento de trechos e artigos específicos pelas redes sociais. Também há dados sobre discriminação no país e vídeos com depoimentos da comunidade.

Cada lei é destacada pelo tipo de crime: agressão, injúria e difamação, violência psicológica, violência institucional, violência sexual e homicídio. O projeto foi criado pela agência SunsetDDB, e tem tiragem limitada. As cópias físicas foram produzidas e distribuídas para influenciadores, defensores da causa e ícones de destaque na luta contra a LGBTQfobia.

O projeto é uma iniciativa da Comissão de Diversidade da OAB São Paulo. A data do lançamento foi escolhida para celebrar o Dia do Orgulho LGBT. O dia lembra a revolta que ocorreu no bar nova-iorquino Stonewall Inn em 1969, quando a polícia tentou invadir o local e prender os clientes.

O Constituição do Orgulho inspirou o novo Projeto de Lei do deputado federal David Miranda (PSOL), apresentado em Brasília na última quinta-feira (25) para que 30% dos livros das cópias da Constituição Brasileira sejam impressas com essas cores.

“Não teremos uma democracia real enquanto houver LGBTIfobia e essa deve ser uma luta de toda a sociedade brasileira”, disse Miranda.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags