Fórumcast, o podcast da Fórum
20 de outubro de 2016, 10h39

Contas de Eduardo Cunha foram encontradas zeradas; soma chegava a R$ 221 milhões

Ao tentar bloquear fortuna do ex-deputado, Justiça não encontrou qualquer valor nas contas bancárias.

Ao tentar bloquear fortuna do ex-deputado, Justiça não encontrou qualquer valor nas contas bancárias

Por Redação

A prisão do deputado cassado e ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, do PMDB, tomou conta das redes sociais e dos canais de notícias do Brasil. Entretanto, o episódio ainda reservava uma nova surpresa: as quatro contas bancárias do político, nas quais constavam cerca de R$ 221 milhões, estavam zeradas.

Descobriu-se o desaparecimento do dinheiro após o pedido de bloqueio das contas, enviado pelo juiz Sérgio Moro ao Banco Central. As investigações apontam que a quantia era originária, majoritariamente, de propinas e acordos ilegais firmados pelo ex-deputado.

Um desses acordos, por exemplo, mostra que Cunha teria negociado um campo de petróleo em Benin, no continente africano, para um empresário português por um preço bastante inferior ao de mercado em troca de R$ 5 milhões.

A ação teria sido mediada pela diretoria internacional da Petrobras, sob comando de Jorge Zelada, indicado pelo PMDB ao cargo.

A prisão preventiva de Cunha por Sérgio Moro aponta que o pedido se deve à representação de risco à “instrução do processo”, havendo “possibilidade de fuga em virtude de recursos ocultos no exterior e dupla nacionalidade”.

Veja também:  Policiais federais dizem que são perseguidos por procuradores da Lava Jato por grampo em Yousseff

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom – Agência Brasil


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum