Coreia do Norte anuncia que não vai participar das Olímpiadas de Tóquio

Decisão do governo norte coreano é para preservar os atletas diante da pandemia do coronavírus

O governo da Coreia do Norte anunciou que não vai participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio com o objetivo de proteger os seus atletas em meio à pandemia de Covid-19. A informação foi publicada pela agência de notícias da Coreia do Sul, Yonhap, na noite desse segunda-feira (5).

Dessa maneira, a Coreia do Norte se torna o primeiro país a anunciar que não enviará atletas para as Olímpiadas de Tóquio, que está com a cerimônia de abertura marcada para o dia 23 de julho.

A agência Reuters afirma que a decisão do governo da Coreia do Norte foi tomada no dia 25 de março em reunião que contou com a participação do ministro dos Esportes, Kim Il Guk.

De acordo com o site Korea Herald, após a reunião, um comunicado oficial foi emitido: “A República Popular Democrática da Coréia decidiu não participar dos 32º Jogos Olímpicos durante a assembleia geral para proteger nossos atletas da situação de crise de saúde global relacionada ao coronavírus, conforme proposto pelos membros do comitê”.

Por fim, cabe ressaltar que, até este momento o presidente da Coreia do Norte, Kim Jong-un, ainda não emitiu um comunicado oficial.

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).