O que o brasileiro pensa?
26 de março de 2020, 00h20

Coronavírus: Palestina tem primeira morte e suspende trabalho em Israel

Cisjordânia ainda registra número de casos inferior ao do Estado israelense e busca conter epidemia

A Autoridade Nacional Palestina decretou nesta quarta-feira que palestinos que trabalham em Israel e em assentamentos israelenses na Cisjordânia devem ficar em casa para evitar o risco de contágio por coronavírus.

A medida deve paralisar a construção civil em Israel, dependente de mão de obra palestina. Cerca de 100 mil palestinos saem diariamente da Cisjordânia para trabalhar em Israel e em territórios da Cisjordânia ocupada.

Israel tem 2.369 casos confirmados de coronavírus, com cinco mortes. Na Cisjordânia, que tem instalações médicas mais precárias, há 64 casos confirmados e a primeira morte foi registrada hoje, uma mulher de 64 anos. A vítima foi contaminada por um dos netos, que trabalha em Israel.

O primeiro-ministro palestino, Mohammad Shtayyeh, disse que todo trabalhador palestino deve voltar para casa “para se proteger e preservar sua segurança”. A cidade de Belém, que concentra boa parte dos casos na Cisjordânia, está em isolamento total. Quem chega de áreas de Israel deve fazer quarentena de 14 dias.

A maior preocupação, porém, é na Faixa de Gaza, onde foram confirmados dois casos. Gaza é um dos territórios mais densamente populosos do mundo. A população vive confinada e o acesso é restrito por imposição de forças israelenses, com brutal escassez de medicamentos, saneamento e bens essenciais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum