Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de agosto de 2015, 11h06

CPI do Futebol quebra sigilo de presidente da CBF

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Marco Polo Del Nero, e o empresário do ramo de turismo Wagner Abrahão terão os sigilos bancário e fiscal quebrados. Abrahão é presidente do Grupo Águia, responsável pela logística de todas as viagens da seleção brasileira; ele aparece como um dos beneficiários do contrato de patrocínio entre a TAM e a CBF.

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Marco Polo Del Nero, e o empresário do ramo de turismo Wagner Abrahão terão os sigilos bancário e fiscal quebrados. Abrahão é presidente do Grupo Águia, responsável pela logística de todas as viagens da seleção brasileira; ele aparece como um dos beneficiários do contrato de patrocínio entre a TAM e a CBF

Por Portal Vermelho

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, e o empresário do ramo de turismo Wagner Abrahão terão os sigilos bancário e fiscal quebrados. Requerimento de autoria do presidente da CPI do Futebol, senador Romário (PSB-RJ), pede que, no caso de Del Nero, as informações sejam prestadas a partir do dia 12 de março de 2013 em diante, inclusive as de natureza sigilosa. As do empresário Wagner Abrahão, no período de 17 de maio de 2007 a 31 de maio de 2015.

Abrahão é presidente do Grupo Águia, responsável pela logística de todas as viagens da seleção brasileira. Ele aparece como um dos beneficiários do contrato de patrocínio entre a TAM e a CBF.

Veja também:  Bolsonaro volta ao ataque sobre incêndios na Amazônia: "Pode ser fazendeiro, mas a maior suspeita vem das ONGs" 

Na reunião desta quinta-feira (20), a CPI aprovou convites para depoimentos do presidente do Vasco, Eurico Miranda, da procuradora-geral dos EUA, Loretta Lynch, e do jornalista inglês Andrew Jennings. Também foi pedido a órgãos de fiscalização e controle todos os repasses feitos pelo Ministério do Esporte às confederações esportivas entre 2005 e 2015.

Ainda sem data definida, a CPI aprovou convites para ouvir os jornalistas Luiz Carlos Azenha, Amaury Ribeiro Jr., Tony Chastinet e Leandro Cipoloni, autores do livro O lado sujo do futebol. Também serão ouvidos o deputado federal Sílvio Torres (PSDB-SP) e o ex-senador Geraldo Althoff, relatores de comissões que, entre 2000 e 2002, investigaram a corrupção e a má gestão no futebol brasileiro na Câmara dos Deputados e no Senado.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum