Crueldade: Idoso de 70 anos joga ácido no rosto de ex-diarista; veja o vídeo

Antes da agressão covarde, em Catanduva (SP), homem ameaçou filho da vítima, de 11 anos. Ela corre risco de perder a visão. Autor do crime apresentou-se à polícia, prestou depoimento e foi liberado

Um caso de violência extrema chocou a cidade de Catanduva (SP) e todo o Brasil esta semana. Francieli Priscila Correa Froelich, de 31 anos, teve o rosto queimado após seu ex-patrão, de 70 anos, jogar ácido muriático nela durante uma discussão. O caso ocorreu na manhã da última segunda-feira (19).

Segundo o Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia Sede do município, dias antes da covarde agressão, Francieli havia discutido com o homem para quem trabalhava, que não teve a identidade revelada pela polícia e foi liberado após prestar depoimento. O bate-boca teria ocorrido depois que a diarista tropeçou num balde no qual o idoso preparava um produto que iria vender. O acidente deixou o homem furioso.

Francieli conta que voltou para casa e na sequência ficou doente, se afastando do trabalho por alguns dias. Foi quando seu patrão ligou e iniciou uma nova discussão. Momentos antes, quando o filho da funcionária atendeu o telefone, o agressor o ameaçou e o mandou chamar a mãe.

Diante da ameaça ao filho e dos xingamentos recebidos, Francieli foi até a casa do homem e lá já começou a ser agredida verbal e fisicamente, momento em que o ancião disparou um jato da substância química corrosiva em seu rosto. Nas imagens registradas por vizinhos do momento do cruel ataque, o idoso segura um frasco onde está a produto.

A vítima foi levada para atendimento médico e contou que suas roupas derreteram. Ela ficou com parte do rosto queimado e com a garganta ferida e corre o risco de perder a visão para sempre, já que o ácido atingiu seus dois olhos.

Em seu depoimento à autoridade policial, o autor não identificado negou que tenha jogado a substância perigosa no rosto de sua ex-diarista, contrariando as imagens gravadas, e argumentou que foi agredido também. A Polícia Civil em Catanduva afirmou que dará sequência ao inquérito registrado na delegacia da cidade.

Avatar de Henrique Rodrigues

Henrique Rodrigues

Jornalista e professor de Literatura Brasileira.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR