Fórum Educação
13 de Maio de 2020, 20h26

Dançarina Babiy Querino é absolvida depois de dois anos presa injustamente

TJ acatou recurso da defesa da jovem, que estava no Guarujá, mas foi “reconhecida como a criminosa negra do cabelo cacheado” em crime ocorrido na capital

Foto: Reprodução

A dançarina e coreógrafa Bárbara Querino, a Babiy Querino, de 21 anos, condenada sem provas em agosto de 2018, foi absolvida nesta quarta-feira (13). A defesa venceu recurso de apelação no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ -SP).

Babiy foi confundida como um membro de uma quadrilha de roubo de carros, em janeiro de 2018, na cidade de São Paulo. Na ocasião, a defesa levou testemunhas, fotos e vídeos que comprovam que ela estava no Guarujá na hora do crime, cometido na capital. Não adiantou e a dançarina foi condenada pelo TJ a 5 anos e 4 meses de prisão.

Babiy ficou presa um ano e oito meses, de 16 de janeiro de 2018 a 10 de setembro de 2019, quando foi solta em liberdade condicional. Desde então, ela lutava para provar a sua inocência e anular a condenação.

“Fiquei 1 ano e oito meses presa injustamente porque fui reconhecida como a criminosa negra do cabelo cacheado”, disse Babiy ao G1, em 2019, quando deixou o Centro de Progressão Penitenciária (CPP), no Butantã, Zona Oeste da capital.

O caso repercutiu desde 2018, com manifestações de apoio a jovem e pedidos por sua liberdade nas redes sociais. Babiy comemorou absolvição no Twitter.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags