Datafolha: Bolsonaro é rejeitado por 44% e 46% nunca confiam no que ele diz

Segundo instituto de pesquisa, aprovação de Bolsonaro se manteve estável em 32% após prisão de Queiroz

A rejeição ao governo Jair Bolsonaro se manteve em 44%, segundo pesquisa do Datafolha divulgada nesta quinta-feira (25). No levantamento anterior, realizado em maio, era 43% os que consideravam a administração ruim ou péssima, uma oscilação dentro da margem de erro de 2 pontos.

A popularidade do presidente também segue estável em 32%, ante 33% na rodada anterior. Os que avaliam Bolsonaro como regular estacionaram nos 23% (eram 22%).

A pesquisa foi realizada em 23 e 24 de junho, na semana seguinte à prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor da família Bolsonaro. Amigo do presidente há quase 30 anos, Queiroz é apontado como operador de um esquema de corrupção no gabinete do filho dele, o hoje senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), quando ele era deputado estadual no Rio de Janeiro.

O caso, contudo, tem grande potencial destrutivo. A aprovação de Bolsonaro cai para 15% entre aqueles que acham que o presidente sabia onde Queiroz se escondia até ser preso no último dia 18. A popularidade abaixo de 15% é considerada crítica para a abertura de processos de impeachment.

Além da rejeição alta, o presidente também não é tido como confiável pela maioria dos brasileiros. São 46% os que dizem nunca confiar no que ele diz, 20% os que sempre confiam e 32% aqueles que o fazem às vezes.

Foram ouvidos 2.016 brasileiros adultos que possuem telefone celular em todas as regiões e estados do país.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR