sexta-feira, 23 out 2020
Publicidade

Depois de deixar governo, Salim Mattar compra Unidas e cria oligopólio em locação de veículos

Localiza, do ex-secretário especial de Desestatização e Privatização, vai incorporar a concorrente

A Localiza anunciou uma fusão com Unidas, fortalecendo o monopólio no setor de aluguel de automóveis. Já em uma posição dominante no mercado, a Localiza fechou a compra e vai incorporar a concorrente.

O negócio foi articulado pelo dono da localiza, o empresário Salim Mattar. Mattar foi secretário especial de Desestatização e Privatização, na equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele pediu demissão do cargo em 12 de agosto.

A transação cria uma companhia com faturamento de R$ 15 bilhões e frota combinada de 490 mil carros. O processo ainda depende de autorização do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), que funciona como órgão antitruste. A nova empresa aguardará o processo para decidir se vai operar com duas ou apenas sob um única marca.

A fusão une quatro famílias mineiras: os Mattar e Brandão Resende, que começaram a Localiza, e os sócios Luis Fernando Porto e Sergio Augusto Guerra de Resende, que começaram a então Locarvel, depois chamada de Locamérica e que fez fusão com a Unidas há dois anos. Os Mattar terão 8,5% do negócio combinado, os Resende, 8,1%, Porto e Sergio Resende terão 2,3% cada.

Os acionistas fundadores vão assinar um acordo de voto para escolher um CEO, provavelmente dos quadros da Localiza, e nomear os membros do conselho da companhia combinada. Eugenio Mattar será o presidente do conselho e Luis Porto, o vice, nos primeiros dois anos. Depois deste período, Porto será o presidente.

Com informações do Brazil Journal e do UOL

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.