Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de agosto de 2015, 16h55

#DescriminalizaSTF lidera os Trending Topics no Brasil

A votação do Supremo que está em andamento e que vai definir se posse de drogas para consumo pessoal continuará sendo considerada crime é o assunto mais comentado no Twitter do Brasil e um dos mais comentados no Twitter mundial.

A votação do Supremo que está em andamento e que vai definir se posse de drogas para consumo pessoal continuará sendo considerada crime é o assunto mais comentado no Twitter do Brasil e um dos mais comentados no Twitter mundial

Por Redação

A sessão desta quarta-feira (19) do Supremo Tribunal Federal (STF) ganhou as redes sociais. Está em andamento, neste momento, a votação de um recurso extraordinário que pode vir a descriminalizar o porte de drogas para consumo pessoal no país. Atualmente, o consumo de drogas não é considerado crime, mas o seu porte é. Caso o réu – condenado a três anos por portar 3 gramas de maconha – ganhe a causa, a lei que tipifica o porte como crime será considerada inconstitucional, uma vez que, de acordo com a defesa, ela fere o princípio de liberdade individual.

Uma intensa campanha vem fazendo pressão para que os juízes decidam pela descriminalização do porte de drogas para consumo pessoal. No Twitter, a hashtag #DescriminalizaSTF está em primeiro lugar nos Trending Topics do Brasil e já é um dos assuntos mais comentados mundialmente na rede social.

Veja também:  Onyx Lorenzoni: "O Brasil é um país que cuida muito bem do seu meio ambiente. Não precisamos de lição de ninguém"

stf

Na sessão, juízes, advogados, ONG’s e entidades apresentam argumentos contra e a favor da descriminalização. De acordo com o ministro Luís Roberto Barroso, além de decidir se é constitucional criminalizar o consumo de maconha, por exemplo, o julgamento poderá avançar na discussão sobre critérios objetivos para distinguir o que caracteriza tráfico e consumo.

Foto: Smoke Buddies


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum