Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de julho de 2007, 18h36

Diante da presença policial, manifestantes contra transposição aceitam deixar ocupação

Acampados em Cabrobó (PE) admitiram deixar a área pacificamente, sem ajuda da polícia para retirar objetos e pessoas

Os manifestantes acampados em Cabrobó (PE) contrários à transposição de águas do rio São Francisco admitiram deixar a área diante da presença policial. Os ocupantes tomaram a região de tomada de água do eixo norte da transposição no dia 26, onde o 2º Batalhão de Engenharia e Construção do Exército havia iniciado as obras.

Diante da ação de reintegração de posse expedida pela 20ª Vara Federal de Salgueiro (PE), agentes da polícia federal, oficial de justiça e o representante da Funai – condições exigidas pela sentença –, reforçados por policiais militares, chegaram em peso à região do acampamento na manhã desta quarta-feira, 4.

Os manifestantes concordaram com a saída pacífica, mas recusam qualquer tipo de ajuda da polícia para transportar objetos e pessoas.

Segundo a assessoria de imprensa do movimento, os policiais chegaram fortemente armados, em ônibus, helicóptero, ambulância e viaturas. “O oficial de justiça leu a intimação, entregou para os acampados e caracterizou a ação de despejo. A negociação aconteceu entre representantes do acampamento, delegado da policia federal e o agente do posto da Funai no município”, diz a nota.

O grupo aposta agora em outras ações que impeçam o projeto.

Abuso

No início da noite de terça-feira, policiais militares de Cabrobó fecharam as áreas de acesso ao acampamento. Os manifestantes dizem ter procurado os oficiais e teriam sido informados de que havia ordem do comando policial do município para impedir a entrada e saída de pessoas. Questionados pela ação e sobre a não-apresentação de qualquer documento, um dos policiais teria afirmado: “o documento somos nós”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags