Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de agosto de 2019, 13h26

Dilma: “Haddad foi condenado por um crime que não cometeu. Uma sandice jurídica”

Ex-presidenta usou o Twitter para dizer que o ex-ministro é alvo de perseguição por ter feito 47 milhões de votos no ano passado

Foto: Reprodução/ TV Globo

A ex-presidenta Dilma Rousseff fez críticas contundentes ao Judiciário brasileiro, em consequência da condenação de Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação, por falsidade ideológica na eleição municipal de 2012. Ainda cabe recurso da decisão.

O Facebook silenciou a Fórum. Censura? Clique aqui e nos ajude a lutar contra isso

“Desde o golpe o Brasil assiste a condenações sem provas por crimes que não foram cometidos. Agora, Haddad foi condenado por um crime que não cometeu e do qual sequer foi acusado. Uma sandice jurídica. Haddad é alvo de perseguição por ter feito 47 milhões de votos no ano passado”, tuitou Dilma.

Haddad já havia rechaçado a decisão. “Levei quatro anos da minha vida para provar que o Ricardo Pessoa (ex-presidente da UTC) havia mentido na delação dele. O juiz afastou essa acusação. E o que ele fez? Me condenou por algo de que não fui acusado”, disse.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum