Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
05 de novembro de 2019, 17h08

Documento do caso Marielle contradiz MP: menção a condomínio de Bolsonaro está nas mãos da polícia há um ano

A promotora que primeiro informou que a planilha não havia sido apreendida anteriormente foi Carmen Carvalho, afastada do caso por aparecer em foto com a camiseta de campanha de Jair Bolsonaro

Foto: Reprodução/Facebook

A Polícia Civil do Rio de Janeiro possui há um ano as planilhas com os registros de entrada de visitantes do condomínio onde o presidente Jair Bolsonaro tem casa e morou até se mudar para o Palácio do Planalto, de acordo com documentos revelados pela Folha, em matéria desta terça-feira (5).

Os papéis contradizem recente versão do Ministério Público do Rio, segundo a qual o órgão só teve acesso aos documentos em 5 de outubro passado, quando afirma ter apreendido o material na portaria do condomínio no curso da investigação sobre o mandante do assassinato da vereadora.

A promotora que primeiro informou que a planilha não havia sido apreendida anteriormente foi Carmen Carvalho, afastada do caso por aparecer em foto com a camiseta de campanha de Jair Bolsonaro.

Os documentos foram obtidos durante a investigação do caso, porque o policial militar aposentado Ronnie Lessa, acusado de ser o executor do crime, também mora no condomínio Vivendas da Barra, o mesmo de Bolsonaro.

A Promotoria foi informada em março deste ano sobre a apreensão das planilhas e a Divisão de Homicídios da polícia está em poder dos papéis ao menos desde novembro de 2018.

Procurados pela Folha e informados sobre o teor da reportagem, o Ministério Público disse que só irá se manifestar no processo e a Polícia Civil não quis falar.

Como revelado na semana passada pelo Jornal Nacional, uma das planilhas manuscritas indicava que o ex-PM Élcio tinha como destino a casa 58, a de Bolsonaro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum