Dois dias após atentado de Nice, padre ortodoxo é ferido em outro tiroteio em igreja na França

Novo ataque aconteceu na cidade de Lyon, no Leste do país. Segundo a imprensa local, o autor dos disparos foi preso, após atingir o sacerdote com dois tiros de espingarda

A França voltou a lamentar um ataque a tiros contra uma igreja neste sábado (31), desta vez na cidade de Lyon, no Leste do país. O atentado aconteceu em uma igreja ortodoxa grega, e teve uma única vítima: o padre, cuja identidade não foi revelada, mas que foi atingido por dois tiros de espingarda.

O autor do ataque conseguiu fugir do local do crime, mas foi detido minutos depois, em outro setor da cidade. A polícia francesa, segundo a imprensa, trabalha com duas hipóteses, sendo a principal delas a ação por crime de ódio religioso – o atirador, que tampouco teve sua identidade revelada, seria muçulmano.

Porém, não se descarta a possibilidade de uma motivação pessoal, já que há indícios de que o ataque seria direcionado especificamente ao padre.

O sacerdote atingido pelos dois tiros foi hospitalizado e teria sobrevivido ao ataque – segundo a imprensa local, que afirma que seu quadro de saúde já estaria estabilizado.

O atentado acontece dois dias depois de outro realizado na cidade de Nice, no Sul da França, no qual três pessoas foram assassinadas por um agressor com uma faca – uma das vítimas foi a brasileira Simone Barreto Silva.

Avatar de Victor Farinelli

Victor Farinelli

Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).