#Fórumcast, o podcast da Fórum
28 de janeiro de 2017, 09h40

Doria ataca de jardineiro e taxistas vão denunciar pichadores.

Agora foi a vez de se vestir de jardineiro. Insistindo no populismo barato em que se enredou, o prefeito de São Paulo, João Doria, que já foi gari, guarda de trânsito e pintor, hoje (28), pela manhã, foi cortar grama. Antes disso, ontem, firmou um acordo com o Sindicato dos Taxistas de São Paulo para que eles denunciem pichadores.

Agora foi a vez de se vestir de jardineiro. Insistindo no populismo barato em que se enredou, o prefeito de São Paulo, João Doria, que já foi gari, guarda de trânsito e pintor, hoje (28), pela manhã, foi cortar grama. Antes disso, ontem, firmou um acordo com o Sindicato dos Taxistas de São Paulo para que eles denunciem pichadores.

Da Redação com Informações do G1

Agora foi a vez de se vestir de jardineiro. Insistindo no populismo barato em que se enredou, o prefeito de São Paulo, João Doria, que já foi gari, guarda de trânsito e pintor, desta vez usou macacão, óculos de proteção e capacete e empunhou um cortador de grama para promover mais uma ação da Operação Cidade Linda na manhã deste sábado (28), na região da Luz, Centro de São Paulo. Doria cortou e varreu a grama na Praça Bento de Camargo Barros.

Doria afirmou que os trechos onde grafites foram apagados na Avenida 23 de Maio vão receber um jardim vertical e que está ampliando os mecanismos de combate aos pichadores.

Numa grande promoção de informantes, sexta (27), Doria firmou um acordo com o Sindicato dos Taxistas de São Paulo para que eles denunciem pichadores. “Trinta e oito mil taxistas vão acionar a Guarda Civil Metropolitana, a qualquer hora do dia ou da noite, quando virem alguém pichando ruas ou monumentos”, disse neste sábado.

Pela manhã, o prefeito participou de mais uma edição do programa Cidade Linda e cortou a grama da praça Bento de Camargo Barros.

Também neste sábado, sete pichadores foram detidos, segundo o prefeito.

Além do trabalho de taxistas, Guarda Civil e polícias Civil e Militar, a gestão Doria quer aprovar uma multa de R$ 5 mil para quem for pego pichando.

Verde

A gestão Doria vai plantar 9 mil mudas nas paredes que tinham grafites e foram pintadas de cinza na Avenida 23 de Maio. A informação foi adiantada pela “Veja São Paulo” na sexta-feira.

Os desenhos foram pintados por 490 artistas em 2015, na gestão Fernando Haddad.

Agora, 6 mil metros quadrados de muro serão cobertos por 6,7 mil plantas do tipo “unha de gato” e 2.200 de plantas conhecidas como trepadeiras.

A ação deverá começar na próxima semana.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum