Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
04 de janeiro de 2017, 10h01

Dória começa a liberar para carros pistas exclusivas para ônibus

O Programa Carro Compartilhado começa a desmontar medidas de Haddad que melhoraram o trânsito, diminuíram acidentes e o tempo das viagens. Desta vez Dória vai liberar o acesso de carros com duas ou mais pessoas ao viaduto Doutor Plínio de Queiróz, na região central da cidade.

O Programa Carro Compartilhado começa a desmontar medidas de Haddad que melhoraram o trânsito, diminuíram acidentes e o tempo das viagens. Desta vez Dória vai liberar o acesso de carros com duas ou mais pessoas ao viaduto Doutor Plínio de Queiróz, na região central da cidade.

Da redação com informações do Metro Jornal

A partir desta sexta-feira, a prefeitura dará início ao Programa Carro Compartilhado, que vai liberar o acesso de carros com duas ou mais pessoas ao viaduto Doutor Plínio de Queiróz, na região central da cidade.

O trecho, que passa sobre a praça 14 Bis, na avenida Nove de Julho, é fechado para carros desde novembro de 2015, quando a gestão Fernando Haddad (PT) determinou que o tráfego fosse exclusivo para ônibus.

Com a mudança, veículos compartilhados poderão utilizar a via entre 5h e 21h, de segunda a sexta. Já aos sábados, a passagem dos compartilhados será liberada das 5h às 15h. Em outros horários, domingos e feriados, o viaduto será aberto para todos os carros.

Fiscais da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) auxiliarão os motoristas e sinalizações informarão os horários com tráfego permitido.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, Sérgio Avelleda, secretário de Transportes e Mobilidade, disse que a prefeitura pretende levar o programa a outras vias, mas antes acompanhará os efeitos da mudança no viaduto.

 

Você gosta de ler a Fórum? Então vai pra Cuba! Fique sócio agora e concorra a uma viagem por nossa conta em 2017.

https://revistaforum.com.br/socio/

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum